Close

Antes de conhecermos o Pantanal por um todo, vamos descrever algumas particularidades de nossa região, o Pantanal do São Lourenço:

Nos meses de Dezembro a Maio, o rio São Lourenço encontra-se muito cheio fazendo com que a água fique avermelhada propícia para grandes brigas com peixes de couro, porém, não é uma época aconselhada para prática de ecoturismo. Isso acontece devido às chuvas, que nesse período é muito comum. Do mês de Maio a Julho, as águas vão baixando, retornando para o leito do rio, mostrando as praias e toda beleza de suas margens. Durante esses meses, além dos peixes de couro, aparecem também os pacus, durados, cachorras e piraputangas. Do mês de Agosto a início de Dezembro, as águas do São Lourenço estão baixas e relativamente mais claras aumentando a incidência de fisgadas dos peixes de escamas. Já nas cevas, a briga com grandes pacus e dada como certa!!

Venha conhecer tudo que o Pantanal tem para mostrar!!!

Eco turismo _ Pantanal (52)O Pantanal Mato-grossense é uma das maiores extensões úmidas contínuas do planeta e está localizado no centro da América do Sul, na bacia hidrográfica do Alto Paraguai. Sua área é de 138.183 km², com 65% de seu território no estado de Mato Grosso do Sul e 35% no Mato Grosso. A região é uma planície aluvial influenciada por rios que drenam a bacia do Alto Paraguai, onde se desenvolve uma  fauna  e  flora de rara beleza e abundância, influenciada por quatro grandes biomas: Amazônia, Cerrado, Chaco e Mata Atlântica.

O Pantanal é reconhecido como uma das mais exuberantes e diversificadas reservas naturais do Planeta. Esse reconhecimento foi manifestado pela Unesco que o integrou no acervo dos patrimônios da humanidade. Todo o Pantanal manifesta uma variadíssima associação de comunidades vegetais. Mesmo sem uma classificação botânica que tenha esgotado estudos e levantamentos, pela grandeza e extensão ambiental sabe-se que seus estoques vegetais superam similares de todo o mundo.

A região apresenta diferentes tipos de florestas estacionais de terras altas e terras baixas, aluviais, chaquenhas, bem como variadas espécies de savanas, cerrados, campos de matas e pastagens naturais. Toda a variada gama de vegetação, de solo e de relevo; a alternância do ciclo das águas; o clima e insolação proporcionam uma ambiência favorável a uma produção alimentar notável, tanto no plano visível quanto no de micro vidas.

Pantanal _ Fauna (1)A localização do Pantanal também é fundamental para a formação do ecossistema ali encontrado: é enorme a variedade de espécies vegetais, pois o Pantanal une características do cerrado, dos terrenos alagadiços e ainda espécies comuns na Floresta Amazônica. Por esta razão, a fauna local também é bastante variada: ambos os aspectos caracterizam portanto o que é chamado o Complexo do Pantanal, cuja característica da variedade de espécies faz da região um dos mais singulares ecossistemas do planeta.

Acompanhando a diversidade da vegetação, a fauna pantaneira é bastante rica. Dela faz parte o maior felino brasileiro, a onça-pintada. Atingindo até 130 quilos, vive nas matas e compartilha o território com outras espécies de mamíferos, entre os quais se destacam antas, jaguatiricas, gatos-do-mato, canídeos – como o cachorro-vinagre e o tímido notívago lobo-guará.
Pantanal _ Fauna (2)Tamanduás-bandeira e tamanduás-mirins convivem com caxinguelês, quatis, cotias, pacas, lagartos, tatus,porcos-do-mato, queixadas e as brincalhonas ariranhas. É nessa região que se encontram igualmente os cervídeos, bonitos, meigos e ariscos – como o veado-campeiro e o veado-mateiro. Um morador adaptado na região é o cervo-do-pantanal, pois possui uma membrana entre os dois cascos de cada pata que o ajuda a se apoiar no terreno alagadiço. Não estão ausentes do Pantanal marsupiais, morcegos, rato-do-cerrado e,claro, macacos, principalmente bugios, macacos-pregos e saguis. Peixes, répteis e insetos formam um capítulo à parte na fauna pantaneira. É impressionante, por exemplo, a quantidade de espécies de formigas, cupins, aranhas e mosquitos. No entanto, na intricada rede que compõe o ecossistema local, esse superávit de insetos é fundamental para a sobrevivência de pássaros, peixes e batráquios que povoam a região.

(http://www.revistaturismo.com.br/Ecoturismo/pantanal.html – Revista Turismo Ago/03 )

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go top